CAIXA Cultural apresenta: Itiberê Orquestra Família

image003

Com este projeto, composto por shows, workshop e oficina, a ITIBERÊ ORQUESTRA FAMÍLIA completa dez anos de atividades mostrando toda a versatilidade e originalidade do grupo, disseminando a linguagem da música universal, iniciada por Hermeto Pascoal. O projeto realizado na CAIXA Cultural RJ, além de comemorar uma década do grupo, marca seu amadurecimento com o lançamento do terceiro CD – “Contraste” – , também lançado em turnê no Rio de Janeiro, através do Projeto Pixinguinha.


Instrumentos clássicos, regionais e de big-bands se misturam na formação inusitada desta Orquestra dirigida pelo músico Itiberê Zwarg. É também integrante, há 30 anos, do  Grupo “Nave Mãe”, onde se iniciou na Música Universal, renovada concepção musical criada por Hermeto Pascoal. Itiberê, além de responder pelas composições, arranjos, regência e direção musical da Orquestra, toca diversos instrumentos como o piano, baixo, bateria e escaleta.

Música Universal foi o termo encontrado pelo mestre Hermeto Pascoal para descrever essa qualidade avançada de fazer música, poli-harmônica, rica em combinações timbrísticas e polirritmias. É universal por reunir referências dos mais diversos gêneros, por ser livre de preconceitos e rótulos. Carrega elementos do erudito e do popular, do tradicional e do contemporâneo, com doses de improviso. Traz um leque das mais variadas possibilidades estilísticas, indo da música erudita passando pelo jazz, choro e samba até o coco e o maracatu, ultrapassando todos os limites da música convencional.

A forma de compor e arranjar, denominada de Corpo Presente, também quebra a tradição: as músicas são compostas por Itiberê em tempo real, no momento dos ensaios, tendo em cada músico uma fonte de inspiração. Ao contrário das orquestras tradicionais, os músicos aprendem primeiro a tocar as composições para depois registrá-las em partitura. “Partimos do som, da referência auditiva, ao invés do método tradicional – que usa a visão, o olhar cravado na partitura. As músicas amadurecem muito rápido”, explica Itiberê.

A música é transmitida de ouvido aos músicos simultaneamente à criação, e os instrumentos vão entrando na composição cada um à sua vez. Dessa maneira os músicos se envolvem no processo de criação, desenvolvem suas formas individuais de interpretação e de expressão, e ao mesmo tempo, a escuta do todo. Passando e repassando as notas de ouvido, os músicos acabam decorando rapidamente a nova composição, o que possibilita uma maior performance interpretativa. Como maestro, Itiberê tem uma postura bem próxima aos músicos, estimulando a expressividade e cuidando da dinâmica do grupo.

A Itiberê Orquestra Família foi formada em 1999, a partir do encontro de Itiberê com os primeiros músicos de sua Oficina de Música Universal, oferecida de forma permanente nos Seminários de Música Pro Arte, no Rio de Janeiro.  Nestes anos de estrada, a Orquestra se apresentou nos mais importantes festivais e palcos do Brasil, além de ter sido calorosamente recebida no Uruguai e na Argentina.

Workshop (gratuito)

Dia 6 de setembro 17h

Oficina de música universal (gratuita)

De 1 a 4 de setembro

Informações pelo [email protected]

CAIXA Cultural – Teatro Nelson Rodrigues

Av. Chile, 230 – Anexo – Centro – RJ

Tel: 2262-0942

Dicas e partituras do Showbiz Grátis

Deseja receber dicas e partituras atualizada grátis no seu email. Inscreva-se Abaixo.

Nos respeitamos sua privacidade!

Marvio Rocha

Nos somos um site apaixonado por música. Compartilhamos a arte de exprimir sentimentos através do som a mais de 9 anos. Junte se a nos!